14 março 2008

Estado Contemplativo

Isto pode soar um pouco nostálgico, proselitista ou selvagem. Pode escolher um, mais de um, e mesmo todos, como quiser. Ou pode substituir qualquer um deles por “sincero”. Aqui vai:

É provável que Chiara Lubich tenha sido uma das figuras mais influentes do século XX, mesmo sem ter freqüentado os spotlights dos livros de história recente ou periódicos acadêmicos e populares que legitimam as informações circulantes na cultura ocidental. Em 1943, no norte da Itália (portanto bem no meio da 2ª Grande Guerra), ela instituiu um estilo de vida que viria a inspirar a fundação de um movimento dentro da Igreja Católica, e que logo tomou proporções maiores do que a própria Igreja, manifestando-se nas mais diversas culturas e concepções – até mesmo agnósticas e ateísticas, diga-se de passagem. Ela e os seus alcançaram essa abrangência indo ao cerne da questão: o amor em suas mais diversas formas iria salvar o mundo. Inspiração cristã, mas que encontra ecos em quem tem outras fés, ou mesmo em quem não tem, especialmente quando nos abstrairmos de preconceitos nossos e alheios.

O mais interessante disso tudo é ter contribuído para uma diferente perspectiva da fé católica, por séculos tão conservadora – a fé, mais do que um mecanismo social cerceador, regulador, punitivo muitas vezes, deveria ser vista como uma atitude prática, aplicada a cada momento para a construção de um mundo melhor possível –, sem de fato fazer barulho a respeito. A própria vida, vivida de forma verdadeira, deveria fazer suas propostas e mostrar um caminho a ser seguido. Dentre tantas inspirações geradas dessa postura, uma particularmente me é cara: a contemplação. Muito já foi dito sobre isto, por concepções religiosas e humanistas. De São Tomás de Aquino a Hegel, e depois outros investigadores da apreensão da mensagem artística, há coisas belíssimas e instigantes escritas a respeito – de maneira que eu vou me resumir a uma percepção prática.

Gosto de dizer que um dos principais atributos de um artista é a capacidade de observação, do macro aos detalhes. É penetrar numa situação, extrair dela algo que é mais do que se apresenta, estar sensível às suas interpretações e a partir de então apresentar uma essência. Reler a realidade. E expressar-se em silêncio. O silêncio fala, como todos sabem, mas poucos sentem. Recolher-se para estar aberto ao outro, e sentir que há algo a dizer a respeito, ainda que seja muito pouco. E deixar que esse dito seja por sua vez contemplado e relido novamente, numa constante atitude de liberdade, aqui também vivida de forma prática. Em outras palavras, reduzir a percepção ao discurso, para que o discurso amplifique uma percepção outra. Para o artista, é entregar sua voz ao silêncio. Para o apreciador, é preencher-se desse silêncio expressivo. Quem fala é a obra, emblema do que é feito, representação em si de uma contemplação inicial que se torna uma contemplação póstuma e que inspira outras contemplações, vivas.

Preciso dizer que esse pressuposto para a atividade artística eu aprendi com Chiara. Por mais controversa que seja a minha fé, foi dessa parte da minha história que eu tirei este cerne. Nada sistematizado ou premeditado em livros ou sermões – a vida, simplesmente, fala por si. Especialmente quando paramos para contemplá-la.

Chiara morreu hoje aos 88 anos, por volta das seis horas da manhã, horário romano – era madrugada no Brasil. Fim sereno de uma vida linda, para dizer o mínimo, perfeito exemplo de uma legítima contemplação ativa. Grazie di tutto, amica, sorella, madre.

E che tutti siano uno.

2 Comments:

Anonymous Edgard said...

Caríssimo LÉO FALCÃO !!
BOAS!
Tive hoje o privilégio de conhecê-lo e assistír O SEU ESPETACULAR LONGA !! ( SESI-PAJUÇARA EM MACEIÓ )
Parece-me que RECIFE em peso ficará SEMPRE em débito com você , LÉO . e sua equipe , pela expressiva qualidade técnica e essenciamente de direção ali registrada.

VC É MESMO UM ILUMINADO, LEO !

SEU FILME E SUA ESCRITA TAMBÉM .
QUERENDO SABER MAIS SOBRE SUA PESOA , ADOREI LER SEUS TEXTOS NO BLOG !! CONCLUÍ FACILMENTE QUE EU ESTAVACERTO , QUE TINHA RAZÃO : NÃO IMPORTA PARA MIM SE VC É MAIS ISSO OU MAIS AQUILO ( QUAIS SEUS PRINCIPAIS PAPÉIS NA SOCIEDADE) ,isto é , SE VC É DIRETOR , PROFESSOR , MÚSICO OU ESCRITOR ;PORQUE VOCê É MUITO MAIS QUE PARTES , VC É UMA LIÇÃO E NÃO SÒ ,MAS UM ARTISTA ESPECIAL E COMPLETO . PERCEBI UM SR SER HUMANODO BEM E VC TÃO JOVEM , LÉO . CONTINUE SEMPRE ASSIM .
VC ESCREVEU :
" Quando se tem algo muito importante a dizer, não importam os meios. Muito menos os obstáculos, e as outras coisas da vida que eventualmente nos desviam do nosso caminho. No fim de tudo, ter a chance de se expressar e compartilhar sua essência com outras pessoas é o que realmente importa. As dificuldades só dão um sabor especial ao processo. - "
QUE BOM QUE PENSA ASSIM ! ESCREVI AO MEU FILHO CAÇULA , QUE FAZ PÓS EM DIREITO ,ELOGIANDO O DIRETOR DE CINEMA QUE CONHECERA HOJE ( VOCÊ !!!) ,COMENTAVA QUE O QUE MAIS ME IMPRESSIONARA EM VC FOI OBSRVAR O SEU MODO DE SER, SEU JEITO, SEU CARATER E SUA EDUCAÇÃO.
UM SER ÉTICO,ADMIRAVEL E SEGURO,CHEIO DE ATITUDE EM SUA FALA, EM SUA ESCRITA . E TÃO JOVEM!!!
... QUE EU POSA DESFRUTAR DE SUA PRESENÇA , DE SUA AMIZADE ! QUE SEJA UM COMEÇO DE UMA GRANDE AMIZADE ! TÊ-LO CONHECIDO FOI UM GRANDE PRIVIlÉGIO . TORÇEREI POR VC SEMPRE !

PARABÉNS PELA TRAJETÓRIA BRILHANTE QUE SE INICIA !

SE QUISER E PUDER , GOSTARIA QUE ACRESCENTASSE MEU MAIL NA SUA LISTA :
edgard.barbosa2@uol.com.br ou
efbf2005@hotmail.com ;

SERÁ MESMO UM PRIVILÉGIO.

OBRIGADO PELA ATENÇÃO . PARABÉNS MAIS UMA VEZ . ATÉ BREVE !

UM FORTE ABRAÇO !

EDGRAD BARBOSA ,
Médico dermatologista ,tuno , presidente-adjunto da ACLUBAL ,fã de toda a MUSICALIDADE , da ensolarada e belíssima cidade de Maceió - Nordeste do Brasil .

11:36 PM  
Blogger Nikýh said...

Olá.
Encontrei seu blog por acaso, quando, na falta do que fazer, eu estava no orkut... Bom, comecei a ler e achei suas palavras, seus textos inspiradores. Gostei em particular desse post. Por isso preferi deixar um comentário aqui e não na última postagem. Vou adicioná-lo em minha lista de blogs favoritos. Gostei mesmo.

Monique Goulart.

7:36 PM  

Postar um comentário

<< Home

Creative Commons License
Leitor Ótico by http://leitor-otico.blogspot.com is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.